Quem prepara a comida do seu cão? - Bonnevie

Quem prepara a comida do seu cão?

A dieta natural traz muitos benefícios para a vida animal desde que seja balanceada e produzida corretamente.

Os pesquisadores da Unesp de Jaboticabal realizaram uma pesquisa que mostra a deficiência de nutrientes em dietas preparadas de forma caseira e sem o acompanhamento de um profissional especialista no balanço e formulação da receita. As pesquisas avaliaram formulas nacionais e seu resultado foi publicada na revista de Cambridge na Inglaterra.

Segundo a pesquisa, sempre havia um nutriente abaixo da recomendação nutricional necessária.

Este estudo avaliou receitas de dietas caseiras para cães e gatos publicadas em português. Foram avaliadas 106 dietas: oitenta para cães, vinte e quatro para gatos e dois destinados a ambas as espécies. Um pacote de software comercial foi usado para analisar as dietas e uma composição química do ingrediente.
O banco de dados foi construído com base nas Tabelas Brasileiras de Composição de Alimentos e no Banco de Dados Nutrientes do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.
A composição química estimada de cada receita foi comparada com as Diretrizes Nutricionais para Alimentos Completos e Complementares para cães e gatos (Fédération Européenne de L’industrie des Aliments Pour Animaux Familiers; FEDIAF, 2014) recomendações para manutenção (como unidades / MJ). A maioria das receitas (48%) não tinha determinação precisa de ingredientes e quantidades. Todas as dietas tinham pelo menos um nutriente abaixo das recomendações, e todos os nutrientes investigados eram deficientes em pelo menos uma dieta. Os nutrientes mais frequentes abaixo da recomendação foram: Fe (68,3% das receitas para cães; 100% das receitas para gatos); vitamina E (82,9% das receitas de cães; 84 6% das receitas de gato); Zn (75,6% para cães; 88,4% para gatos); Ca (73 • 2% para cães; 73% para gatos); Cu (85 • 4% para cães; 69 • 2% para gatos); colina (85,4% para cães; 69% para gatos); riboflavina (65,8% para cães; 11,5% para gatos); tiamina (39% para cães; 80,7% para gatos); e vitamina B12 (61% para cães; 34 • 6% para gatos). Estas receitas podem potencialmente expor os animais a deficiências, e é importante informar os proprietários sobre os riscos de fornecer dietas preparadas em casa. Melhor formação de profissionais que pretendem prescrever dietas preparadas em casa é aconselhável.

Outro estudo mostra os principais desafios para a produção caseira efetiva das dietas para seus pets, foi avaliada a adesão e a percepção dos proprietários de cães, residentes na cidade de São Paulo/SP, quanto ao emprego de dieta caseira no manejo nutricional de seu animal de estimação. Foram entrevistados por contato telefônico 55 proprietários que forneciam dieta caseira no manejo nutricional do seu cão. O questionário contemplou perguntas relacionadas ao preparo e eficiência das dietas, bem como o manejo dos animais. Verificou-se que considerável número (parcela) de prescrições (45,9%) esteve associado a pacientes com hiporexia. Dentre os proprietários que relataram dificuldade no preparo (10,9%), o tempo dispendido (33,3%) foi a maior problemática. Quando questionados em relação às modificações nas fórmulas prescritas, 60% admitiram que a realizaram sem prévia recomendação. Na opinião dos entrevistados, a dieta caseira não causou alterações nas fezes (50%) e na pelagem (62,7%) dos animais em comparação ao emprego de um alimento comercial e foi considerada adequada pela maioria (79,0%). As dietas caseiras podem ser amplamente utilizadas, mostrando-se especialmente importantes em cães doentes e/ou hiporéticos por apresentarem maior aceite em relação à dieta comercial, no entanto, nem todos os tutores estão aptos a utilizá-la.

Por isso temos que ficar muito atentos em qual profissional formulou a dieta e se foi uma dieta especifica para um individuo, qual está sendo o modo de preparo, os ingredientes utilizados, etc.
E se comprarem já prontas, verificar se a empresa tem um responsável técnico, registro no MAPA e principalmente um formulador que seja um Zootecnista, Médico Veterinário ou Nutrólogo com prática e conhecimento profundo no assunto.

Todas as dietas  da Bonne Vie são prescritas e avaliadas pelo zootecnista João Marcel Camargo Candido Ferreira – 030615/Z. Em caso de necessidades específicas, recomendamos a avaliação do técnico para a formulação de uma dieta personalizada e específica para o pet.

Fonte: https://www.cambridge.org/core/journals/journal-of-nutritional-science/article/analysis-of-recipes-of-homeprepared-diets-for-dogs-and-cats-published-in-portuguese/2EAE9E097FE78EF0C0B3D6B045147C82

Fonte: http://www.scielo.br/pdf/pvb/v37n12/1678-5150-pvb-37-12-1453.pdf 




Boas Novas!

Receba atualizações apetitosas e fresquinhas

Faça parte da nossa lista vip e receba primeiro todas as nossas
novidades e promoções. Pode ficar tranquilo que não iremos te
encher de spam, aqui só tem notícia boa pra cachorro!